Éfeso

De acordo com o Phrygian de Leros, citado por Strabo, Ephesus foi ocupado por Carians (e Leleges), e quando houve uma migração dos Ionianos na região, a cidade de Ephesus foi fundada por Androcles, filho legítimo de Codro, lider Ioniano, que dirigiu Carians e Leleges. Ephesus tornou-se o local do palácio real dos Ionianos, e a cidade ainda era governada por seus descendentes na época de Strabo.

Ephesus foi o centro comercial do mundo antigo, e é um dos destaques da sua visita à Turquia. A cidade, cuja riqueza e comércio pôde ser visto através de sua arquitetura, foi dedicada à deusa Artemis. Seu enorme templo, uma vez considerado uma das sete maravilhas do mundo, e reconstruído várias vezes em várias ocasiões, data do século III aC. As ruínas também fazem parte da cidade preservadas como a Rua Curetes, o Templo de Adriano, ginásio, mercado, banheiros de mármore, ruas, Arcadia, biblioteca de Celsius e teatro, que ainda é usado até hoje. A Basílica de São João, na cidade de Selcuk, e a casa da Virgem Maria, também estão próximos a cidade de Éfeso.

De volta ao topo